Criado em 1940 por Jerry Robinson, Bill Finger e Bob Kane, o Coringa teve uma carreira tão rica e variada quanto o próprio Cavaleiro das Trevas, tendo encarnações que variaram entre o sadismo escuro, a comédia pateta, César Romero e, em seguida, depois de muitas polêmicas, de volta ao sadismo escuro. De toda a galeria dos bandidos icônicos do Maior Detetive do Mundo, Coringa sempre foi e sempre será o Nêmese do Batman.

Quando se trata de assassinatos, loucuras e coisas bem psicopatas é com ele mesmo, se ligue então abaixo nas maiores loucuras do Coringa.

Imperador Coringa

Imagina se o Coringa domina e reinventa o mundo. Após ter roubado 99% dos poderes do irritante vilão Mr. Mxyzptlk – um dos seres mais poderosos do universo -, o Coringa torna-se um ser onipotente, e o mundo inteiro, seu parque de diversões. Superman, percebendo que algo está errado, tenta trazer de volta o equilíbrio.

4696183-8019140415-46552-e1440898337317

A maior das realizações do Imperador Coringa foi torturar e assassinar o Batman diariamente, ressuscitando-o todos os dias, de modo a repetir o processo. Esse esporte acabaria por revelar-se sua queda, com Superman reconhecendo a obsessão de Coringa por Batman como seu único ponto fraco, usando-a contra ele.

Batman ficou tão louco com essa história que teve que ter a memória apagada.

A Sentença de Monty

Reinventado n’O Cavaleiro das Trevas como um inimigo sádico e realista , o novo visual do Coringa foi reaproveitado no quadrinho de Brian Azzarello. Aqui o Coringa é liberado do Arkham e faz amizade com um bandido de baixo nível chamado Sr. Frost durante suas viagens ao redor de Gotham. Bem, tanto quanto o Coringa pode sempre fazer amizade com qualquer um.

A Sentença de Monty

O momento mais memorável da história é quando Coringa e seus companheiros visitam um velho cúmplice, Monty, em um clube de strip decadente. O que se segue deixa O Cavaleiro das Trevas parecendo um filme pra crianças.

Depois de Coringa e Monty desaparecerem num quarto pra falar de negócios, este último surge esfolado dos ombros pra baixo, parecendo algo que sobra de uma cena particularmente desagradável de Hannibal.

Lavagem cerebral em Tim Drake.

Batman do Futuro pode ter sido feito pra crianças, mas isso não impediu que o filme subsequente fosse bastante sombrio com o inevitável retorno do Coringa. Lutando contra um Coringa aparentemente ressuscitado, o novo Batman descobre um segredo obscuro do passado do seu mentor, Bruce Wayne, quando sua investigação custou a sanidade mental do ex-Robin, Tim Drake. O Retorno do Coringa é a história mais tórrida já vista numa animação do Batman. Sim, até mais do que a Máscara do Fantasma.

jok004

Em flashbacks, vemos o ato final do Coringa: sequestrar Tim, fazer lavagem cerebral no pobre rapaz e transformá-lo em seu próprio pequeno fantoche. Tim retoma o controle de seus sentidos por tempo suficiente pra matar seu novo mestre – de uma forma surpreendentemente sangrenta, se você observar a censura do filme -, levando-o a um colapso mental e à desistência da vida de herói.

Aleijar Bárbara Gordon

Considerado por muitos como uma das maiores histórias do Coringa, A Piada Mortal nos quadrinhos lembrou o quão perigoso e imprevisível o Palhaço pode ser quando ele coloca a sua mente pra funcionar. Afinal, tudo que é necessário pra conduzir um homem à loucura é um dia ruim.

imagem-11

Dessa vez, o Coringa vai atrás de James Gordon e de sua família, planejando enlouquecer o policial. O primeiro passo de seu plano é invadir a casa de Gordon – vestindo uma camisa havaiana particularmente berrante. Então, a pobre Bárbara levou um tiro do palhaço, que abala sua coluna e põe fim a sua carreira como Batgirl.

Why so serious?

Aclamado pela crítica em 2008, a sequência de Batman Begins nos apresentou uma nova encarnação do nêmese do vigilante noturno. Interpretado com perfeição pelo aparentemente improvável Heath Ledger, este Coringa é uma perspectiva muito diferente de seus antecessores, César Romero e Jack Nicholson.

185064-heath-ledger-foi-o-coringa-de-2008-no-f-624x0-1

As contribuições do Coringa pra formular a trilogia são muitas, mas a principal entre suas realizações é levar Bruce Wayne a um de seus momentos mais sombrios. Entre largar Rachel Dawes de uma janela e tentar assassinar o Promotor Público Harvey Dent, o Coringa acaba sequestrando ambos e trancando-os em armadilhas mortais.

Após um confronto brutal entre ele e Batman, Coringa revela seus locais – porém, inverte suas localizações -, enviando Batman numa corrida desesperada pra resgatar seu amor, Rachel, e encontrar o namorado dela no local. No que pode ser a cena mais chocante do filme, vemos Rachel explodir e Dent transformado no monstruoso Duas-Caras. Por quê o Coringa faz isso? Como o Mordomo Alfred já havia dito: “algumas pessoas só querem ver o mundo queimar”.

O assassinato de Sara Essen

Na saga Terra de Ninguém, Gotham City é transformada num deserto pós-apocalíptico, no rescaldo de um enorme terremoto que abalou a cidade. Num primeiro momento, o Coringa apenas observou alguns colegas, como Pinguim e Duas-Caras, lutarem entre si pelas terras desoladas. Isso não iria durar pra sempre. E, quando Batman retornou – numa incomum crise de fé -, o Coringa começou a agir.

c65d9df830a54a09c32754198101053fJusto quando os cidadãos de Gotham começaram a ter esperanças, o Coringa atacou. Depois de enganar a Caçadora e o insano policial William Petit – sequestrando seus subordinados, vestindo-os como Coringa e fazendo William atirar neles -, o Coringa marcou o encerramento da Terra de Ninguém com uma ameaça: matar todas as crianças nascidas durante a crise.

A detetive Sarah Essen – esposa de Jim Gordon – confrontou o palhaço sozinha na sede da polícia. Enquanto Sarah conseguiu salvar as crianças da loucura assassina do Coringa, ela recebeu todo o peso de sua crueldade, levando um tiro na cabeça.

A morte figurativa do Superman e a morte real do Coringa.

No quadrinho prólogo de Injustice: Gods Among Us, o Coringa se cansa de Gotham e decide brincar em Metropolis por uns tempos. O Palhaço droga o Superman com uma dose particularmente potente do Gás do Medo do Espantalho, fazendo o kryptoniano acreditar que Apocalypse está atacando sua amada Lois Lane e seu filho ainda na barriga dela. Furioso, Superman agarra e voa com o monstro pra longe no espaço.1360763786316-superman-kills

Pra então descobrir que Apocalypse era, na verdade, Lois, morta por ter sido levada até o espaço pelo Superman. Mas isso não é tudo. O Coringa também havia equipado o coração de Lois com um dispositivo sincronizador ligado a um explosivo, explodindo Metropolis após a morte da donzela, tudo em uma só cajadada. Ainda mais furioso, Superman assassina o Coringa num acesso de raiva, provocando o começo de Injustice.

Embora muito morto – o que não o impediu de aparecer como um personagem jogável no game – o Coringa tinha conseguido matar Lois Lane, destruir Metropolis, abalar os fundamentos morais do Superman e por os seres mais poderosos do Universo uns contra os outros. E mais uma vez sua risada ecoa além da sua morte.

Mas então, por que está tão serio?

Designer e produtor da Verdrak. Nos tempos livres fica na rede social rindo de besteiras alheias. E mesmo com alguns defeitos, não sou fã de político.