Em novembro, o 14º filme da Marvel Studios, Doutor Estranho, irá abrir as portas pro mundo quântico e expor um novo lado do seu Universo Cinematográfico. Fãs da Marvel foram introduzidos ao poder da tecnologia em Homem de Ferro, aos limites do corpo humano em Capitão América: O Primeiro Vingador, a magia do além com Thor e Homem-Formiga mostrou a todos o quão pequeno o mundo pode realmente ser.

Na última década, a Marvel se tornou o porta-estandarte dos blockbusteres do cinema contemporâneo. Há uma série de razões pro sucesso do estúdio, desde o elenco exemplar, a estrutura narrativa sólida e até a riqueza do material de origem. No entanto, apesar de todo seu sucesso, não há muito mais espaço pra sua narrativa continuar a crescer.

Uma das críticas mais comuns dos filmes da Marvel Studios é a falta de vilões memoráveis, com os críticos apontando que a sua lista de vilões parece imitar o próprio conjunto de habilidades dos protagonistas. Embora a metodologia da Marvel possa ser transparente, a sua introdução de vilões é abordada pelo design. Kevin Feige, o presidente do estúdio, declarou os benefícios de contar histórias de origem de super-heróis com vilões sósias:

“É evidente que vamos chegar a isso [vilões não-sósias] … Você quer ter personagens que habitam o mesmo mundo quando se introduz um novo mundo, uma nova mitologia, por falta de um termo melhor. Você quer explorar isso tanto quanto possível.”

A abordagem de começar com vilões que se assemelham ao herói não é exclusivo da Marvel – na verdade, é uma parte essencial dos filmes de origem de super-heróis. No Batman Begins de Christopher Nolan, o personagem principal teve que enfrentar uma reflexão sombria de si mesmo em Ra’s Al Ghul e esse tipo de reflexão pode ser uma parte valiosa da viagem narrativa do herói: destacando o heroísmo do protagonista, mostrando como ele poderia facilmente ter usado seus poderes pra se tornar um vilão. Da mesma forma, no primeiro filme do Universo Cinematográfico DC, Homem de Aço, o antagonista era o General Zod, um kryptoniano com habilidades idênticas às do Superman, mas que usa essas habilidades pra destruição.general-zod

Na construção do seu Universo Cinematográfico, a Marvel fez a prática de usar vilões como reflexos sombrios dos heróis como uma parte essencial de cada história de origem. O Monge de Ferro – Jeff Bridges – pode ser o vilão mais esquecível da Marvel, mas sua presença colocou um holofote sobre Tony Stark – e em Robert Downey Jr. – como uma marca única de criatividade e charme, o que resultou em um herói icônico.

Doutor Estranho irá introduzir a feitiçaria e o misticismo ao Universo Cinematográfico Marvel ao mesmo tempo permanecendo relativamente fiel às suas origens dos quadrinhos com a introdução do principal antagonista do filme, Kaecilius, interpretado por Mads Mikkelsen: um ex-mestre das artes místicas que foi treinado nos caminhos da feitiçaria muito antes dos eventos do filme. A escolha de Kaecilius como o antagonista do filme e suas semelhanças com Doutor Estranho estão longe de ser arbitrárias e Feige explica porque ainda outro reflexo do mal de um herói da Marvel era necessário no seu próximo filme:

“Kaecilius não conhece Estranho através de um buraco na parede. Um antecedeu o outro. Mas quando você está ensinando a uma audiência sobre feiticeiros e sobre aquela realidade e você vai falar sobre o passado e vai entrar em sua história de qualquer maneira, é muito melhor nos amarrarmos a um bandido ligado a tudo isso do que colocar todas as bases de dimensões paralelas e feitiçaria de lado e dizer ‘a propósito, um meteoro atingiu o outro lado do mundo, ele passou sob a água e existe um mal se desenvolvendo. O que isso tem a ver com magia? Nada…’ Essa não é a maneira que nós desenvolvemos os personagens até este ponto.”doutor-estranho-kaecilius

Os diretores Anthony e Joe Russo explicaram que Capitão América: Guerra Civil foi apenas o começo de uma batalha prolongada que irá se estender através dos Vingadores: Guerra Infinita, em que os nossos heróis vão enfrentar o distante e poderoso vilão Thanos. A não ser que a Marvel adicione um novo Vingador alienígena roxo com um grande queixo e que não gosta de ficar de pé, Thanos não parece ser um sósia direto de qualquer um dos principais super-heróis do Universo Cinematográfico, e Feige explica que a diversificação das dinâmicas herói / vilão vai continuar conforme os filmes se afastarem das histórias de origem:

“Não preciso dizer que à medida que mais personagens encontram uns aos outros em outros filmes, certamente vai ser contra as coisas que eles não sabem nada sobre e não têm nada comparável”.

Há um grande poder de narrativa em ter uma representação visual do potencial lado sombrio de um protagonista. O sósia é muitas vezes uma exploração do que o herói seria sem um código de moral agradável. Uma vez que a linha é estabelecida, superar as limitações conhecidas do personagem principal é o que cria heróis inesquecíveis. No entanto, os personagens da Marvel estão amadurecendo e o próprio estúdio está encontrando uma narrativa e encruzilhadas temáticas pra todos os Vingadores do núcleo.

Na terceira fase da Marvel, o mundo dos super-heróis se tornou infinitamente mais complicado. Há uma revisão gradual da estrutura global da Marvel, que começou na Guerra Civil e continuará pra além de Vingadores: Guerra Infinita. Apesar de os sósias provavelmente nunca vão se extinguir graças às suas raízes dos quadrinhos, parece que os fãs estão preparados pra finalmente descobrirem exatamente o que acontece quando os mundos separados do Universo Cinematográfico Marvel colidem. E, pela primeira vez, não se sentirem familiarizados com tudo.

Doutor Estranho chega aos cinemas em 4 de novembro de 2016; Guardiões da Galáxia Vol. 02 – 5 de maio de 2017; Homem-Aranha: De Volta ao Lar – 7 de julho de 2017; Thor: Ragnarok – 3 de novembro de 2017; Pantera Negra – 16 de fevereiro de 2018; Vingadores: Guerra Infinita – 4 de maio de 2018; Homem-Formiga e Vespa – 6 de julho de 2018; Capitã Marvel – 8 de março de 2019; “Avengers Untitled” – 03 de maio de 2019; e mais filmes da Marvel ainda sem título em 12 de Julho de 2019 e em 1 de Maio, 10 de Julho e 6 de Novembro em 2020.

1% é Redator desse site, mas aqueles 99% é Vagabundo! :v
  • Fernando Rocha

    detalhe que em uma das sagas do infinito, os herois enfrentam uns clones distorcidos deles.