Bruce, Clark e Diana. Respectivamente Batman, Superman e Mulher Maravilha. Os três pilares da DC Comics, a trindade. Por serem os mais reconhecidos e mais influentes, há uma responsabilidade maior em ser eles, e uma repercussão maior em seus atos. Eles sabem que tem o poder de moldar o mundo à sua maneira, da forma que o enxergam, portanto, tem que se manter sempre a um patamar mais elevado, sendo um exemplo, dando um exemplo, e para isso, teoricamente não podem matar.

Mas sabemos que há momentos que não há escolha e tem que cruzar essa linha, sujando suas mãos com o sangue de uns para salvar outros.

Elenquei aqui as 10 vezes que a Mulher Maravilha teve que matar para salvar alguém ou a si mesma. Não está em ordem cronológica e há mais vezes, mas selecionei as 10 da minha preferência.

Deimos, Filho de Ares (Mulher Maravilha V2 #5)

No início das Hqs da Mulher Maravilha pós crise, temos uma Diana inexperiente na cultura inglesa e com receio do que as pessoas daqui podem achar dela. Depois de ter feito alguns aliados na sua vitória sobre Ares (primeiro arco desse volume), seus filhos Deimos e Fobos, vem tentar terminar o que seu pai não fez, e então levam Diana e seus aliados para outra dimensão. Enquanto Steve, Etta, Julia e Matthew lutam contra seus próprios medos, desencadeados por Fobos, Diana é envolvida nas barbas em formato de cobras de Deimos, e sendo picada e quase sufocada, ela é obrigada a tomar uma medida drástica, ela atira sua Tiara de Athena contra o pescoço do Deus menor, decapitando sua cabeça instantaneamente, para que ela pudesse não ser morta.

cats899